02/03/15

PSDB rompe com Vagner Sales e já escolhe até seu candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul

PSDB rompe com Vagner
VAGNER
Prefeito Vagner Sales
Numa reunião plenária, sexta-feira (27), o PSDB de Cruzeiro do Sul se adiantou bastante em relação à disputa pela prefeitura, ano que vem; separou vários nomes, entre eles, o do vereador Romário Tavares, presidente da Câmara.
Rompimento
Essa escolha de nomes pelo PSDB é um claro sinal de rompimento com o prefeito Vagner Sales (PMDB), de quem foram parceiros a vida toda.
Romário e Marcelli
Além de Romário Tavares, o PSDB ainda tem na agulha o empresário Marcelli Tomé, que foi coordenador da campanha de Marcio Bittar a governador.
Da Redação Da ContilNet Notícias 

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Assecom Tarauacá

Principal conselheiro de Dilma Rousseff deve ser um tucano

Nas décadas que faço cobertura de política nunca tinha visto um começo de governo tão desastrado como o da Dilma Rousseff (PT). Ela conseguiu em menos de dois meses deixar todo mundo descontente, inclusive, grande parte dos petistas. A mulher só toma medidas impopulares, uma atrás da outra. Parece que quem a está aconselhando é um adversário que quer ver a sua ruína. Cortou bolsas de estudo na educação, aumentou a gasolina e a energia, tirou direitos adquiridos de trabalhadores e colocou a economia do país num buraco. Acho que ninguém conseguiria fazer pior. Manteve pessoas no cargo que estavam sob suspeição das investigações da Operação Lava Jato e nomeou um ministério incompetente. Tanto que esses dias entrou em choque com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. O rapaz desautorizou a “patroa” numa queda de braço interna muito perigosa que passa a imagem de um governo sem rumo em que cada um dos seus membros fala um idioma diferente.
Questão de lógicaAumentar os combustíveis e a energia enquanto a mídia divulga a “roubalheira” na Petrobras é um contrassenso. As pessoas ficam inconformadas com razão. Levaram bilhões da multinacional brasileira e quem vai pagar a conta são os consumidores brasileiros?
Tucanos na moitaTeve neste final de semana na casa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) uma reunião com as principais lideranças tucanas. A conclusão que chegaram é que o impeachment de Dilma pode criar um impasse no PSDB.
As razões tucanasFHC ponderou que a queda de Dilma levará o PMDB ao poder. Nesse caso, o PSDB terá que ser avalista do novo governo. Teria que sair da oposição para um governo de convergência para “salvar o Brasil”. O ex-presidente acha isso uma “roubada” pros tucanos.
Escaramuças no AcreEnquanto isso, um importante membro do PMDB acreano postou nas redes sociais a sua insatisfação com os tucanos daqui. Parece que o PSDB quer liderar a oposição no Estado. Mas perdeu a chance com o fiasco da candidatura de Márcio Bittar (PSDB), mesmo com o apoio incondicional de 10 partidos.
DisparatesTem horas que não entendo o PMDB. O partido no Acre tem dois deputados federais, dois estaduais e quatro prefeitos. Não precisa ser vice de ninguém. Tem capital político suficiente para encarar candidaturas majoritárias no Estado.
PeregrinaPor falar nisso, encontrei com a ex-deputada estadual Antônia Sales (PMDB). Ela continua subindo e descendo os rios do Juruá para visitar as comunidades. Além disso, recebe diariamente os seus eleitores na sua casa em Cruzeiro do Sul. A mulher já está se preparando para 2018.
Belas solidárias
A ala feminina do PMDB, comandada pela deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB), nunca esteve tão ativa. O grupo das PMDBelas depois de promover um baile de carnaval, agora, está empenhado numa ação solidária. As mulheres peemedebistas estão recolhendo donativos para as vitimas das enchentes de Brasiléia e Rio Branco.
PetecadaO senador Sérgio Petecão (PSD) é realmente uma figura folclórica. Durante a sua eleição, em 2010, costumava dormir na casa dos eleitores pelo Estado. Agora, com a enchente do rio Acre, acampou no Palheiral, em Rio Branco, para ajudar os moradores no transporte de móveis. Uma figura.
Na colaO senador Gladson Cameli (PP) acompanhou o ministro da integração Gilberto Occhi na viagem de volta à Brasília. Gladson vai ficar no pé do ministro para liberar rapidamente os recursos prometidos para os desabrigados com as enchentes.
A missãoOutra questão importante é fazer o ministro da integração reconhecer rapidamente o estado de calamidade de Brasiléia e de Rio Branco. Isso significa recursos diretos para os gestores desses municípios poderem trabalhar com as emergências geradas pelas alagações.
Movimento rápidoO senador Jorge Viana (PT) deu um badalado jantar na sua casa em Brasília para o ex-presidente Lula (PT). No dia seguinte estava no Acre acompanhando o ministro da integração. Jorge lida diariamente com os problemas do PT nacional e acreano. Questão de sobrevivência…
O rescaldo de uma tragédiaPelo menos cinco municípios foram profundamente afetados pelas cheias, Rio Branco, Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Tarauacá. Agora, a situação de Sena Madureira também está ficando complicada. Está no hora dos nossos políticos deixarem as vaidades de lado e criarem instrumentos para uma união suprapartidária. A recuperação desses municípios afetados pelas cheias será ainda mais complicada do que o socorro aos desabrigados. As possibilidades de epidemias de doenças, os prejuízos econômicos e a destruição da infraestrutura dessas cidades será um desafio para as nossas autoridades. Se ficarem querendo tirar proveito político eleitoral da situação quem vai sofrer é a população. Espero que o bom senso e o espírito humanitário prevaleça.
Nelson Liano Jr. nelsonliano@hotmail.com

FHC É GOLPISTA, O PSDB É DERROTADO E A MARCHA DE 15 DE MARÇO É CONTRA O BRASIL

O tucano Fernando Henrique Cardoso é ex-presidente da República. Apesar de ser carioca, trata-se de um político do Estado de São Paulo, unidade da Federação conservadora, que historicamente e politicamente sempre foi aliada dos interesses da burguesia bandeirante, da oligarquia rural e da plutocracia internacional.

FHC — o Neoliberal I — reflete o que São Paulo sempre o foi e nunca deixou de sê-lo: a Primeira República, a República Velha ou a Politica do Café com Leite. Este político, que já "bebeu" da literatura de Karl Marx, hoje é a fina flor dos interesses das classes dominantes, do empresariado nacional e internacional e dos governantes das grandes potências do ocidente.

O grão-tucano, na verdade, pertence à corrente de pensamento conservadora, que defende a hegemonia de classe, a privatização do patrimônio público, o estado mínimo e a dependência máxima, porque quer ver o Brasil subordinado aos interesses estrangeiros. Saiu da esquerda para a direita, e hoje, lamentavelmente, apregoa um golpe político contra a presidenta trabalhista Dilma Rousseff, recém-eleita pela maioria dos eleitores brasileiros, em eleições livres, justas e democráticas.

A verdade é que o tucano que governou este País, no papel de caixeiro viajante e jamais como estadista, porque se recusa, tais quais ao PSDB e às "elites", a pensar o Brasil, nunca aceitou o sucesso do ex-presidente Lula na Presidência da República, ao sair o poder com 82% de aprovação popular, bem como requisitado por governos de inúmeros países para visitá-los e ser homenageado, como deve ser tratado um mandatário que mudou o Brasil para melhor, ao desenvolver seu mercado interno, criar mais de dez milhões de empregos e praticamente eliminar a fome e a miséria, além de ter sido o principal articulador do Brics, da Unasul e do Mercosul, a fazer com que o poderoso País sul-americano fosse respeitado em todo o planeta.

Por sua vez, Fernando Henrique Cardoso recusa a se recolher à sua própria insignificância política, porque se não fosse os magnatas bilionários de imprensa e seus feitores aboletados nos covis das redações das grandes mídias meramente de mercado, o PSDB e o Príncipe da Privataria não sairiam dos limites de São Paulo, o Estado conspirador, reacionário ao desenvolvimento do Brasil e de caráter e intenção separatista.

Blindado politicamente pelos barões da imprensa alienígena, FHC, malandramente e sorrateiramente, dá uma de João sem braço, apoia e fomenta o golpe institucional contra Dilma Rousseff, ao tempo em que aconselha aos membros do PSDB que, todavia, tal apoio não deve ser dado aos golpistas de 15 de março — a maioria coxinha udenista de classe média —, de forma oficial, mas, conforme o grão-caixeiro viajante, “Tem que ficar claro que nós apoiamos, mas não somos os promotores”.

FHC muito se parece com o ex-presidente Washington Luís, nascido no Estado do Rio de Janeiro, como o tucano, e igualmente adotado pela burguesia de São Paulo. O último presidente da República Velha foi derrotado pelas forças getulistas, juntamente com seu aliado, Júlio Prestes, que não conseguiu assumir a Presidência da República em 1930, porque o trabalhista gaúcho e líder de revolução, Getúlio Vargas, assumiu o poder, com o apoio da Paraíba e de Minas Gerais. Os mineiros se sentiram traídos por São Paulo, que não cumpriu o acordo de revesamento entre ambos. Na Primeira República, os dois estados eram hegemônicos, no que concerne a controlar o governo central.

Nos dias de hoje, percebe-se claramente que São Paulo e Minas, dos ex-governadores do PSDB, Aécio Neves e Antônio Anastasia, derrotados pelo PT nas eleições para governador em 2014, reviveram a República Velha, como se estivessem em 1932, uma tentativa de golpe de estado da burguesia paulista, depois transformado em marcha comemorativa anual, com a finalidade de relembrar o que a casa grande do estado bandeirante chama de "Revolução Constitucionalista". A resumir: todo ano a burguesia paulista comemora a derrota.

Contudo, a verdade é que tal evento bélico não passou de uma quartelada mais longa, cujo objetivo era retroceder à Era da Política do Café com Leite. A secessão golpista de propósitos elitistas foi sumariamente derrotada por Getúlio Vargas, e, consequentemente, a maior cidade da América Latina e uma das maiores do mundo, até os dias de hoje não tem uma única rua com o nome do estadista gaúcho responsável pelo Brasil moderno, por sua industrialização e pelas leis trabalhistas, que tiraram o trabalhador brasileiro da condição de semi-escravo.

Fernando Henrique — o presidente que entregou o Brasil — continua a velejar por mares bravios e a caminhar por veredas tortuosas, pelo simples fato de não ter quaisquer compromissos com o desenvolvimento deste grande País e muito menos com a emancipação do povo trabalhador brasileiro. Sua convicção de levar o País ao retrocesso é plena, e não deixa margem à dúvida daqueles que combatem suas ideias e preceitos derrotistas, colonizados e entreguistas.

FHC é o caboclo com os punhos de renda e ar pedante. Você pode vê-lo a um quilômetro de distância e sabe, sem conhecê-lo, que se trata de um coxinha de alto calibre social e pouca consciência prática e teórica sobre as questões brasileiras, porque, irrefragavelmente, o tucano, como a maioria dos que frequentam o campo da direita e são inquilinos da casa grande, recusam-se a pensar o Brasil, porque adotaram países estrangeiros como suas referências de sonhos de consumo e exibicionismo barato por se considerarem vips.

O maior traidor da Pátria de todos os tempos, o que vendeu 125 estatais a preço de banana, o que desempregou e não construiu escolas e universidades, o que não prendeu corruptos e corruptores, o que depredou a Petrobras e afundou a plataforma P-36, o que deixou o País às escuras por causa de um apagão de 18 meses, o que mente ser o criador do Real, sendo que o verdadeiro criador da moeda é o ex-presidente Itamar Franco, e o que foi ao FMI três vezes, de joelhos, humilhado, com o pires nas mãos, porque quebrou o Brasil três vezes é, sem sombra de dúvidas, o FHC. Ponto.

Neste momento de crise política, o tucano-mor, que se diz um democrata, junta-se aos golpistas de sempre, a exemplo da imprensa comercial e privada, e dos partidos de direita, dentre outros personagens inconformados com a quarta vitória do PT, para insuflar um golpe institucional, porque, realmente, recorrer aos militares não tem mais sentido e nem razão. Mas, se pudessem, o fariam, porque a direita não se preocupa em defender a democracia, pois sem ela vive muito bem, sente-se confortável, além de se beneficiar e manter, indefinidamente, o status quo, pelo qual eu não tenho o mínimo respeito.

O Príncipe Privata orientou seus "súditos" a estimular o impeachment contra a Dilma Rousseff, porém, sem participar diretamente do movimento golpista e antidemocrático, a ser realizado no dia 15 de março, a ter os coxinhas udenistas de classe média a fazer a claque e a carregar vassouras "janistas", porque eles são contra a corrupção e a "tudo o que está aí". Só não são contrários ao que diz respeito à corrupção dos tucanos do PSDB, do DEM (o pior partido do mundo) e do empresariado que apoia tal campo político-ideológico conservador.

O traidor da Pátria brasileira, que até os recém-nascidos e os idiotas sabem de quem se trata, também ouviu um de seus "súditos", igualmente golpista como ele: "Temos que estabelecer esse limite, ter esse cuidado. Não será iniciativa partidária" — ressaltou Aécio Neves, o tucano duplamente derrotado por Dilma Rousseff, no Brasil, e por Fernando Pimentel, em Minas Gerais.

Então, vamos à pergunta que não quer calar: "Como é que é, cara pálida?" Vamos ver se eu entendi: o Aécio Neves é derrotado, e em seu primeiro pronunciamento no Senado apregoa o golpe e não reconhece a vitória legítima de Dilma Rousseff nas urnas. Depois disso, a imprensa corrupta e de negócios privados faz coro com o tucano derrotado e inconformado, ao ponto de grande parte de seus escribas de opinião pregarem o golpe, de forma direta e também dissimulada.

Depois disso, atores da política se juntaram ao propósito de não deixar Dilma governar e passaram a pedir o impeachment. Álvaro Dias, Ronaldo Caiado, Carlos Sampaio, Aloysio Nunes (este diz que vai ao protesto de direita), Agripino Maia, Rodrigo Maia, José Carlos Aleluia, dentre outros, apostam no impeachment, como forma de a direita chegar ao poder antes das eleições de 2018, até porque Lula pode ser o candidato do PT.

Depois desses fatos e realidades pró-impeachment que a direita criou, essa gente diz, no encontro realizado no iFHC, que tem de "haver limites e não oficializar seu apoio" ao impeachment de Dilma? O que é isto, camarada? Os demotucanos enfiam a mão na cumbuca e depois escondem a mão, porque ficou presa e não conseguem retirá-la. Como sempre em cima do muro, até para assumir a cumplicidade com a tentativa de golpe contra uma mandatária eleita.

Eles esquecem que o vice-presidente é do PMDB, que se diz legalista e constitucionalista, além de se verificar no Brasil que os movimentos sociais urbanos e rurais, as confederações de trabalhadores, os estudantes, grande parte da classe média que vota na esquerda, a OAB, a ABI, as Forças Armadas, dentre outros órgãos, entidades e instituições não vão permitir que um bando de tucanos emplumados dê uma de brucutu golpista e irresponsável.

A verdade é apenas esta: fazer passeata e protestar é permitido. Dar golpe de estado, não. Fernando Henrique — o Neoliberal I — é golpista, o PSDB é derrotado e a marcha de 15 de março é contra os interesses do Brasil. É isso aí.

Por Davis Sena Filho, Brasil247

É HOJE O GRANDE DIA, SOLDADOS DA BORRACHA!

"Na conta de cada um está os 25 mil reais que negociamos com a presidenta Dilma. Cumpri a minha palavra, de só parar de lutar, quando conquistássemos esta vitória. PRONTO, MISSÃO CUMPRIDA! 
São quase 200 milhões, de uma vez só, na economia do Acre, que chegam em um dos momentos mais difícil para os acreanos que é a #CheiaDoRioAcre. Ao todo são325 milhões para os Soldados da Borracha. 

Alertas importantes!
1- não autorize e não aceite nenhum tipo de desconto: nem pra sindicato, nem pra advogado e nem pra banco. Esses 25 mil é todo seu, pensionista.
2 - converse com o gerente do seu banco e veja como ir usando seu dinheiro, sem precisar sacá-lo de uma vez só. Lembre-se: 25 mil é muito dinheiro pra você botar na bolsa e levar pra casa. 
3 - lembre-se, ainda: os aproveitadores de velhinhos, os bandidos, estão de plantão nos quatro cantos do mundo. Portanto, cuide-se. 
4 - Nunca vá ao banco sozinho. Escolha alguém de sua inteira confiança pra lhe acompanhar. 
5 - O pagamento desses 25 mil coincide com um dia difícil para nós acreanos com a #CheiaDoRioAcre, onde o governo e a prefeitura da capital decretam ponto facultativo nas repartições e pedem que evite ir ao centro da cidade pois muitos locais estão fechados para o trânsito. Esse fato precisa ser levado em consideração. 

Abraços da companheira e amiga. Perpétua Almeida".

01/03/15

CONVITE IMPORTANTE


Assecom Tarauacá

10 órgãos abrem inscrição amanhã

Pelo menos 10 órgãos abrem inscrições na segunda-feira (2) para 2.883 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade.
Os salários chegam a R$ 13.140 na Prefeitura de Birigui (SP). Somente na Marinha são 1.860 vagas.

Defensoria Pública de Rondônia
A Defensoria Pública do Estado de Rondônia (DPE/RO) abriu o edital do concurso público com 106 vagas para nível superior e técnico, em Porto Velho. Os salários variam de R$ 2.245 a R$ 4.260. As inscrições devem ser feitas de 2 a 30 de março pelo site http://fgvprojetos.fgv.br/concursos/dpe-ro. As provas objetivas serão aplicadas em 24 de maio, em Porto Velho (veja a matéria completa).

Marinha
O Comando do Pessoal de Fuzileiros Navais da Marinha abriu concurso público para 1.860 vagas para o curso de formação de soldados fuzileiros navais para as turmas I e II de 2016. A bolsa durante o curso é de R$ 642. Após conclusão do curso, o aluno é nomeado soldado fuzileiro naval, com remuneração inicial de R$ 1.587. As inscrições devem ser feitas entre 2 e 30 de março pelo site www.mar.mil.br/cgcfn, no link ‘concursos’. Os candidatos passarão por exame de escolaridade, verificação de dados biográficos, verificação de documentos, inspeção de saúde, teste de suficiência física e exame psicológico (veja a matéria completa).

Prefeitura de Birigui (SP)
A Prefeitura de Birigui (SP) divulgou dois editais de concursos públicos para um total de 294 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. As remunerações vão de R$ 788 a R$ 13.140. Os candidatos poderão se inscrever pelo site www.aplicativaassessoria.net de 2 de março a 3 de abril. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva. Ainda haverá prova prática, prova de títulos e teste de aptidão física, de acordo com o cargo (veja os editais no site da organizadora).

Prefeitura de Cruzília (MG)
A Prefeitura de Cruzília (MG) vai abrir um processo seletivo e um concurso público para um total de 122 vagas e cadastro de reserva em cargos de níveis fundamental, médio/técnico e superior. As remunerações vão de R$ 769 a R$ 4.599,32. As inscrições estarão abertas de 2 a 31 de março pelo site www.tendenciaconcursos.com.br. As provas objetiva, prática e de títulos serão aplicadas na data provável de 26 de abril (veja os editais pelo site da organizadora).

Prefeitura de Nova Resende (MG)
A Prefeitura de Nova Resende (MG) vai reabrir as inscrições do concurso para 43 vagas em cargos de níveis fundamental, médio/técnico e superior. Os salários vão de R$ 725,46 a R$ 6.955. As inscrições poderão ser feitas de 2 a 31 de março pelo site www.tendenciaconcursos.com.br. A prova será aplicada no dia 26 de abril(veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Rubiataba (GO)
A Prefeitura de Rubiataba (GO) vai reabrir as inscrições do concurso para 135 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. As remunerações variam de R$ 724 a R$ 1.800. As inscrições poderão ser feitas de 2 a 20 de março na sede da prefeitura, localizada na Avenida Caraíba, 385, setor Bela Vista, das 8h ás 11h e das 13h às 17h. A validade do concurso será de 2 anos, podendo ser prorrogado por igual período (veja o edital no site da prefeitura).

Prefeitura de São Francisco da Glória (MG)
A Prefeitura de São Francisco da Glória (MG) vai abrir concurso para 70 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários vão de R$ 724 a R$ 6.145,17. As inscrições estarão abertas de 2 de março a 2 de abril pelo site www.idecan.org.br. Os candidatos serão avaliados por meio de provas escrita e prática, além de avaliação de títulos, de acordo com o cargo(veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de São José dos Campos (SP)
A Prefeitura de São José dos Campos (SP) divulgou 9 editais de concursos para um total de 60 vagas em cargos de níveis fundamental, médio/técnico e superior. Os salários vão de R$ 820,55 a R$ 5.303,19. Os candidatos podem se inscrever pelo site www.vunesp.com.br no período de 2 de março a 7 de abril. Os concursos terão validade de 1 ano e poderão ser prorrogados, uma vez, pelo mesmo período (veja os editais no site da organizadora).

Universidade Federal de Minas Gerais
A Universidade Federal de Minas Gerais divulgou edital de concurso público para 120 vagas em cargos técnicos-administrativos. As remunerações vão de R$ 1.640,34 a R$ 3.392,42. Os candidatos podem ser inscrever de 2 a 23 de março pelo site www.ufmg.br. A seleção será feita por meio de provas objetiva e prática, de acordo com o cargo (veja o edital no site da universidade).

Universidade Federal de Pernambuco
A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) vai realizar concurso com 73 vagas para servidores técnico-administrativos em educação. Os salários variam de R$ 1.656,23 a R$ 3.491,95 de acordo com os cargos. Os candidatos poderão ser inscrever de 2 a 22 de março pelo site www.covest.com.br. As provas serão aplicadas na data provável de 26 de abril (veja a matéria completa)
Do G1, em São Paulo


28/02/15

Prefeitrua de Feijó realizar atendiementos as famílias atingidas pela a segunda enchente do Rio Envira


Prefeito Mêrla designou equipe de trabalho por meio da Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde e Secretaria de Obras, para fazer o monitoramento e acompanhamento de toda situação realizando um levantamento das famílias afetadas pela enchente no qual foram feitas visitas a 168 famílias, sendo 40 famílias no bairro do Terminal; 16 famílias na Rua Francisco Pereira; 14 famílias no seringal canabrava; 68 famílias na Aldeia Paroá; e 30 famílias no Aristides. As famílias estão sendo assistidas com alimentação, água potável, kit de higiene e atendimento médico no alojamento, através da Prefeitura Municipal de Feijó. 
  
 
   

 
  
  
  
   
 
  
    
  
 

Mulher é eletrocutada ao tentar retirar pertences na alagação

Sem título-4

Uma mulher de 62 anos morreu eletrocutada na casa de sua filha na tarde deste sábado, 28, no Palheiral, próximo ao posto de saúde do bairro.
A Servidora pública Fatima Lima de Moura fazia a retirada dos pertences da casa de sua filha, mais uma vitima da enchente do rio Acre que atinge mais de 5 mil pessoas na capital, quando sofreu uma descarga elétrica proveniente de um esbarrão numa tomada da residência.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas ao chegar no local a vítima já estava sem vida. Peritos do Instituto Médico Legal  estiveram no local, fizeram a peririca e removeram a vitima.
http://www.ac24horas.com/2015/02/28/mae-e-eletrocutada-ao-tentar-retirar-pertences-da-filha-na-alagacao/

TARAUACÁ: MORADORES TENTAM INVADIR TERRENO DO IFAC NO MUNICÍPIO

Moradores tentam ocupação do terreno
Algumas pessoas estão tentando ocupar uma área de terra ao lado da vila Seabra no Bairro Avelino Leal. Ontem à tarde eles entraram no local, demarcaram alguns terrenos, enfiaram os "tocos"e se prepararam para dar início à construção de casas. 

Polícia esteve no local para conversar com os ocupantes
Hoje pela manhã eu e a vereadora Janaina Furtado fomos até o local convidados pelos possíveis ocupantes da área. Muito cedo, também, chegou a polícia para conversar com essas pessoas e pedir que saíssem da área, pois, a mesma pertence ao IFAC - Instituto Federal do Acre. Portanto pertence ao Governo Federal. 

Direção do Ifac foi até o local
Em seguida chegou o diretor do IFAC - Campus de Tarauacá, professor Sérgio Flórido, que explicou aos presentes que na área será construído o Campus Avançado do Instituto. Sérgio fez uma lista das pessoas que estavam no local para ocupar o terreno e disse que a levaria para o prefeito para que visse a possibilidade de incluir todos na lista para receberam casas populares, quando as mesmas forem construídas. 

Diretor do Ifac faz uma lista com os nomes dos ocupante.
mesmo assim as pessoas alegando que habitam as área de risco e que suas casas estão próximo ao barranco do rio, que está quebrando,insistem em permanecer no local. Diante do fato, o IFAC divulgou a seguinte nota:

“Entendemos a necessidade legitima de moradia das pessoas, mas como responsáveis pela gestão do terreno a direção do IFAC Tarauacá não pode permitir que o projeto de construção do campus seja inviabilizado. As medidas cabíveis já estão sendo tomadas. Vale lembrar que; o perfil do campus de Tarauacá exige uma área do tamanho demarcado, pois os cursos a serem implantados são articulados ao eixo de Ciências Naturais (Biologia, Agronomia, Zootecnia, Agropecuária, Engenharia Florestal, dentre outros curso.) o que exige áreas para a instalação dos equipamentos Laboratórios, áreas de pastagem e Bosque florestal”. (IFAC)

Fonte: blog do accioly

Major Rocha alfineta Petecão: “sou o único parlamentar do Acre que não bate continência para Dilma”

O deputado federal Major Rocha (PSDB) não gostou da brincadeira que o senador Sérgio Petecão (PSD) fez com sua ausência na reunião que definiu o deputado federal Raimundo Angelim (PT), como o novo coordenador da bancada federal do Acre. “O Senador teria dito que eu daria as contas dos parlamentares oposicionistas que se relacionarem com os deputados da Frente Popular e sugeriu que os “demitidos” deveriam passar no meu gabinete para pegar as contas”, questionou o parlamentar tucano.
Rocha justificou sua ausência, informando que, no momento dessa reunião ele participava de um evento com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, juntamente com a Frente Parlamentar da Segurança e as entidades representativas dos profissionais de Segurança Pública, tratando da construção de uma pauta positiva para o setor. Não sendo possível que ele participasse da aclamação dos dois deputados da base de sustentação da presidente Dilma Rousseff (PT), no Congresso Nacional.
O tucano destaca ainda que não se ofendeu com o “gracejo” de Petecão. Rocha destaca ainda que é o “único parlamentar do Acre que não bate continência para Dilma. Acho até que ele faz uma referência ao fato de eu ser o único parlamentar federal acreano que não faz parte da base de sustentação da Presidente Dilma e nem empresto apoio politico ao governo do PT no Congresso. Para finalizar, é sempre bom reforçar que faço oposição ao PT do Acre e do Brasil por discordar da forma como os mesmos conduzem a gestão pública”.
Apesar de reafirmar sua linha dura de deputado de oposição, Major Rocha ressalta que o fato de ser adversário do PT, “isso não me faz inimigo dos petistas e de seus aliados, mesmo que essa verdade nem sempre seja reciproca. Aproveito a oportunidade para desejar ao Deputado Angelim sucesso na condução da bancada, estarei sempre pronto para ajudar nas causas e lutas que atendam os interesses do Acre e dos acreanos”. Por telefone, Rocha disse que apoiará as iniciativas que beneficiem o povo brasileiro.
Ray Melo, da editoria de política de ac24horas – raymelo.ac@gmail.com

CONVOCAÇÃO PÚBLICA



Assecom Tarauacá

BRASIL: Nova regra do seguro-desemprego vale para demitidos a partir de sábado

A nova regra do seguro-desemprego começa a valer para quem for demitido a partir deste sábado (28), segundo informou o Ministério do Trabalho. Portanto, as mudanças valerão para esses trabalhadores que darão entrada no pedido a partir desta segunda-feira (1º).

"A vigência da Medida Provisória [que estabelece as novas regras] começará 60 dias a partir da data da publicação. Sendo assim, as novas regras incidirão nos trabalhadores demitidos a partir do dia 28 de fevereiro de 2015", diz o Ministério do Trabalho.

Com as mudanças, o trabalhador que solicitar o benefício pela primeira vez deverá ter trabalhado por 18 meses nos 24 meses anteriores.

De acordo com as novas regras, na segunda solicitação do benefício, ele terá de ter trabalhado por 12 meses nos 16 meses anteriores e, a partir da terceira solicitação, terá de ter trabalhado, pelo menos, por seis meses ininterruptos nos 16 meses anteriores.

De acordo com o Ministério da Fazenda, na primeira solicitação, o trabalhador poderá receber quatro parcelas se tiver trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 meses anteriores. Poderá receber cinco parcelas se tiver trabalhado a partir de 24 meses nos 36 meses anteriores. Já na segunda solicitação, ele poderá receber quatro pardelas se tiver trabalhado entre 12 e 24 meses nos 36 meses anteriores.

A partir da terceira solicitação do seguro-desemprego, vale a regra anterior, que prevê o recebimento de três parcelas para quem trabalhou entre 6 e 11 meses nos 36 meses anteriores. Para receber quatro parcelas do seguro-desemprego, ele terá de ter trabalhado entre 12 e 23 meses nos 36 meses anteriores e, para receber cinco parcelas, terá de ter trabalhado por, pelo menos, 24 meses nos 36 meses anteriores.

Outras mudanças

Também começa a valer em março um novo cálculo que reduzirá o valor da pensão por morte (do patamar de 100% do salário de benefício para 50% mais 10% por dependente até o limite de 100% e com o fim da reversão da cota individual de 10%).

Outra mudança é a vitaliciedade do benefício. Cônjuges “jovens” não receberão mais pensão pelo resto da vida. Pelas novas regras, o valor será vitalício para pessoas com até 35 anos de expectativa de vida – atualmente quem tem 44 anos ou mais. A partir desse limite, a duração do benefício dependerá da expectativa de sobrevida.
Desse modo, o beneficiário que tiver entre 39 e 43 anos receberá pensão por 15 anos.

Quem tiver idade entre 33 e 38 anos obterá o valor por 12 anos. O cônjuge com 28 a 32 anos terá pensão por nove anos. Quem tiver entre 22 e 27 anos receberá por seis anos. E o cônjuge com 21 anos ou menos receberá pensão por apenas três anos.

Já entrou em vigor no dia 14 de fevereiro uma das novas regras anunciadas pelo governo para a pensão por morte. Com a mudança, só tem direito ao benefício quem conta com pelo menos dois anos de casamento ou união estável. A legislação anterior não estabelecia um prazo mínimo para a união.

As mudanças na pensão por morte fazem parte de um pacote de medidas provisórias anunciadas pelo governo no final do ano passado para tornar mais rigoroso o acesso da população a uma série de benefícios previdenciários. As mudanças não afetam quem já recebe o benefício.

Já no dia 30 de dezembro, entrou em vigor a alteração que estabelece que deixa de ter à pensão o dependente condenado pela prática de crime que tenha resultado na morte do segurado.

Com informações do G1, em São Paulo

27/02/15

Após 9 enchentes em três meses, Tarauacá estima prejuízo de R$ 40 mi


A cidade acreana de Tarauacá, distante 400 quilômetros de Rio Branco, ainda não conseguiu se recuperar da enchente histórica que atingiu o município em novembro de 2014. De lá até fevereiro deste ano, a cidade encarou ainda outras oito enchentes, das quais três de grandes proporções.  No domingo (21), o Rio Tarauacá transbordou pela nona vez em três meses. Com tantas subidas do rio, a prefeitura estima um prejuízo de R$ 40 milhões na zona rural e urbana.
“Na primeira cheia em novembro a estimativa de prejuízo era de R$ 15 milhões, o número que tenho agora é uma dedução, mas acredito que estamos passando de R$ 40 milhões na zona rural e urbana. Hoje [sexta-feira, 27], ele está com 8,40 metros. E a previsão é que em março venham as maiores água, mas vamos enfrentar esse desafio”, destaca o prefeito da cidade, Rodrigo Damasceno.
Após a última cheia, a cidade passa por reparações estruturais e de limpeza. O prefeito diz ainda que na tarde desta sexta-feira (27) fechou acordo com a Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) para que a Ação Global fosse realizada novamente no município em decorrência das constantes cheias que a cidade tem passado.
“Além disso, fechamos com Sesc, Senac e Senai para a realização de cursos profissionalizantes, em especial na construção civil, em virtude do que a cidade tem passado desde novembro. Nós temos que plantar a esperança na população e a esperança só vem com a possibilidade de uma alternativa para a vida melhor. Vamos superar essas cheias e enfrente março, quando ainda tem a possibilidade de alagar”, finaliza.
Há dois dias, o Rio Tarauacá vem apresentando sinais de vazante e atingiu nesta sexta-feira (27) 8,85 metros, abaixo da cota de transbordo que é de 9 metros. No município, as famílias atingidas pela cheia retornaram para suas casas.
Em novembro de 2014, o prefeito Rodrigo Damasceno chegou a decretar estado de calamidade pública em Tarauacá. Registrada como uma das maiores cheias que a cidade passou, o nível do rio ultrapassou 12 metros e atingiu mais de 70% da cidade.
A segunda grande cheia foi registrada em Tarauacá durante janeiro quando o rio voltou a subir e desabrigar famílias na cidade. Somente em janeiro, o rio chegou a subir duas vezes.
Em fevereiro deste ano, várias cidades do Acre sofrem com o transbordamento dos rios. Brasileia foi tomada pelas águas em quase 100%, o que fez o estado decretar calamidade pública.
Mais de 83 mil pessoas foram atingidas pelas cheias dos rios acreanos em sete municípios. Por causa disso, o governo do Acre decretou situação de emergência em pelo menos seis cidades do estado, nesta terça-feira (24). São elas Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri, Rio Branco e Tarauacá.